3 de jan de 2009

diário de bordo



é incrível caminhar
tempo e espaço dissolvendo-se entre os passos
sol, chuva, brisa,
noite quente,
madrugada fria
outras paisagens

26.12.08
BAR DO BINHO

17h - última reunião do Donde Miras no Bar do Binho, algumas mochilas já estavam por lá, as camisetas já estavam lá, bar, barulho, aniversário do Toninho, reunião não combina com barulho, fizemos a reunião na calçada, do outro lado da rua.


FESTA LADO B
22h - começa a festa Donde Miras lado B, a turma tá por lá, o som tá cortando as vozes, fica tudo instrumental, interessante, lá pelas 3h uma jam se inicia, Wagnão tava lá, sobe o Claudinho no Baixo, a família Trindade - Zinho, Manu e Vitor, chega Rafa Franja, chega Dêssa, chega Sandro, fazem muita música boa, depois subo pra entrar na brincadeira também e finalizamos com uma ciranda.

27.12.08
7h - chego em casa, arrumo a mala, tá na hora de sair, ligo pro Binho, tá acordado? játá na hora de ir pro metro Campo Limpo, marcamos às 9h.

METRÔ CAMPO LIMPO
10h40 - começamos nossa Expedicion, Binho não se aguenta, deixa o carro lá no metro e vai com os dondemirantes pra Barueri.
Linha Lilás, moderna, descemos na estação Santo Amaro, local de saída e chegada de romarias à cavalo pra Pirapora, entramos num trem menos moderno, à esquerda o rio Pinheiros fede, descemos na estação Presidente Altino, entramos num trem mais antigo, entra um anão dizendo que a lei federal o permite pedir esmolas, todo mundo tá dormindo, eu ainda não dormi.



BARUERI
13h - chegamos em Barueri, estação de trem que pelo indicativo existe há mais de um século, chegamos na praça e aguardamos a Dêssa, logo em seguida vamos para a tenda no final da feirinha ao lado do equipamento de som montado para o sarau. Chegam 5 pamonhas de lanche para 25 pessoas, cortamos as pamonhas em 4 e olhamos um para o outro meio encabulados, tá todo mundo com fome, ninguém dormiu e pra mim, a catuaba comeu solta a noite inteira. Após 5 minutos a festa começa, cada filho de feirante nos traz um prato de comida, nunca acaba, recebemos muita, muita comida! Iniciamos nosso sarau com o Zinho improvisando, temos os poetas e a postesia, a Penha trabalha com bichos manipulados, um macaco e outro meio indefinido, com nome de Observador, tem um espelho no local dos olhos. Um amigo da Dêssa também participa do sarau e após o sarau um grupo de teatro do RJ - Cidade de Deus, apresenta uma peça na feira.

ALDEIA DA SERRA
16h20 - pegamos o ônibus Aldeia da Serra, R$ 2,50, descemos no final, a Aldeia da Serra é um bairro bem rico de Barueri, pegamos a estrada de terra que vai para Santana do Parnaíba. O tempo é agradável, tem brisa, sol, pasto, pedras, vacas, fim de tarde, pôr de sol lindo, são 10km de estarda de terra, perfeito pro primeiro dia, apesar de não ter pregado o olho, das 3 mochilas nas costas, andamos bem, os carros de apoio chegaram no meio do caminho, dali em diante a Potyra seguiu com sua bicicleta e eu deixei as mochilas no carro de apoio.

SANTANA DO PARNAÍBA - PESCARIA LAGO AZUL
19h - chegamos em Santana do Parnaíba e paramos no primeiro buteco, como de costume, o buteco era um pesqueiro, tinha uma família tocando chorinho (cavaco e 2 violões), como meu doce de costume, a Potyra faz amizades e anda de cavalo, é uma delícia voltar a andar, nem parece verdade que fazemos essas loucuras.



CASA DE LEIDY
20h - quem nos acolheu em Santana do Parnaíba foi um casal muito simpático, Leidy abriu as portas da sua casa para um grupo desconhecido, só podia ser alagoana, povo simpático e amoroso. Montamos nossas barracas, jantamos a comida dos feirantes de Barueri.




28.12.08
REUNIÃO
11h - fazemos nossa primeira reunião da caminhada, importantes reflexões sobre as caminhadas anteriores, novas orientações para esta caminhada, o sonho e o caminho continuam, separamos comissões, limpeza, alimentação, bicicloteca, próxima cidade, sarau, etc. Fico na comissão da próxima cidade, ainda não temos local para dormir em Pirapora do Bom Jesus, vou com Gil, Mari, Alisson e Cleber.

COMISSÃO DA PRÓXIMA CIDADE
15h - chegamos em Pirapora, entramos numa escola, quem decide agora é a guarda municipal, vamos até a guarda, mas no caminho para a guarda encontramos o Museu do Samba, a Casa do Samba de Pirapora, entramos lá, descobrimos que a coordenadora mora na mesma rua, vamos à casa dela, explicamos a caminhada, ela fica encantada com o projeto e pergunta, "e então, quando vcs passarão por Pirapora? vcs podem ficar na Casa do Samba", nós rimos e contamos que estamos em Santana e que no dia seguinte chegaremos por lá. Ela nos explica como chegar na casa do Secretário de Cultura, ela autoriza, só precisa da autorização dele. Chegamos à casa dele, ele não está, pode estar na padaria, mas conseguimos seu celular, após conferirmos que ele não estava nas 2 padarias da cidade, ligamos pra ele que autoriza nossa estadia na Casa do Samba. Grande emoção poder dormir na Casa do Samba de Pirapora, a história cultural do Brasil passa por ali, ligamos pra Dora e damos a boa notícia e ela consegue 60 quentinhas em Pirapora!

SARAU NA VILA ESPERANÇA - SANTANA DO PARNAÍBA
20h - chegamos na Vila Esperança, uma favela sem iluminação pública, vamos até o bar da Dona Maria, último barraco da favela, montamos o projetor, som e começamos nosso sarau com o trailer do Donde Miras, logo seguimos com música, poesia... no varal algumas bexigas tinham pequenos poemas escritos, muitas crianças no sarau, elas tb participaram do sarau, inclusive a Potyra com:
"o sul
é todo azul"
e no final a Nana puxa o "tchu tchu tchu, é uma dança bem legal..." cantiga de roda que aprendeu na caminhada de julho pra Cananéia, e assim as cantigas de roda passam do litoral pro interior paulistano.
29.12.08
DESPEDIDA DE SANTANA

6h - acordamos e arrumamos as malas, nos despedimos e seguimos pela estrada dos romeiros para Pirapora do Bom Jesus, no caminho passamos pelo bairro Cristal Park, onde tomamos banho numa lagoa, depois continuamos para Pirapora, na chegada, fomos para o Mirante, muito calor e muita subida, todos muito cansados, chegamos, finalmente, na casa do Samba, nos instalamos.

PIRAPORA DO BOM JESUS
18h - chegamos num dos berços do samba, o SAMBA DE RODA, a cidade é dividida pelo rio Tietê, o quê da um charme à cidade, não fosse pelos blocos de espuma branca e fedor causado por um povoado não muito distante de aproximadamente 20 milhões de habitantes.



30.12.08
SARAU DE PIRAPORA

21h - começamos o sarau, Paulo manda um poema pra começar logo após a projeção do documentário "Solano Trindade - Imagens de uma vida simples", o sarau tem a participação dos atores de Pirapora com muita mímica, além de um trio muito interessante de blues, com 2 violões e 1 viola, e claro, o Samba de Roda, que o Rafael representou com muita propriedade, estamos re-descobrindo o Brasil com os pés, as mãos, os olhos e ouvidos!


31.12.08
CAMINHO PARA CABREÚVA

6h - Penha é nosso despertador, acho que ouvi da voz dela umas 30 vezes seguidas "6 horas", impossível não acordar, sorte que o café estava passado, arruma mochila, desmonta barraca, nos despedimos de Pirapora e seguimos pela estrada dos Romeiros para Cabreúva, eu sigo no carro de apoio e descarrego as bagagens no Suvacão, ginásio de esportes liberado pela prefeitura para nosso acampamento.

CACHOEIRA DE BANANAL
15h - volto com o carro de apoio até o bairro do Bananal, sigo dali a pé com a Potyra, paramos numa pequena cachoeira logo em seguida, por ali ficamos umas 2 horas nos limpando das mazelas de 2008, dali ando alguns kilômetros com a Potyra até o carro de apoio chegar, daí seguimos de carro, o calor nos amoleceu, dormimos no carro, seguimos com o Gil para o bairro do Jacaré, onde ganhamos um espumante para o ano novo.

19h - chego finalmente ao suvacão, tomo mais um banho, logo em seguida cai uma chuva de verão, tomo mais um banho de chuva e mais um de chuveiro. Suvacão: foto de Carla Lopes

VIRADA DO ANO
0h - os fogos são bonitos, os sorrisos, os abraços, sinto que foi a melhor coisa que poderia fazer na virada do ano, passar com as pessoas que quero bem, que sonhamos um sonho comum, cada abraço apertado, cada beijo me deixa mais feliz, essa é nossa família, família Donde Miras!

01.01.09
PREGUIÇA

sem hora pra acordar, sem nada programado antes das 20h, ficamos numa imensa preguiça o dia inteiro, super necessária, a Potyra faz um colar lindo com flores bordadas pela Suzi, eu jogo 10 minutos de futebol e quase morro sem fôlego, é um bom dia pra lavar roupa, o sol tá gostoso, passamos o dia inteiro abaixo da sombra de uma árvore. Apensar da imensa preguiça, ainda conseguimos ligar para o Sec. de Cult. de Itu que liberou 120 lanches pro Donde Miras e o Paulo ligou para a Biblioteca Comunitária e conseguiu que a gente pudesse ficar por lá.




SARAU DE CABREÚVA
20h - levamos os equipamentos para a praça, montamos o sarau mas o projetor indica que devemos trocar a lâmpada e não conseguimos projetar nada nesse dia, o sarau segue bacana, apesar da imensa preguiça consigo tocar 1 música com o Zinho, um blues com o Peu e um samba. bacana foi a participação da Lih, tocando e cantando uma música de sua autoria, e a Potyra apresentando o poema que escreveu pro seu tio "A flor amarela / ela é bela". após o sarau voltamos para o Suvacão, alguns jogaram "a cidade dorme" e eu fiquei tocando e ouvindo as músicas de Lih.

02.01.09
CAMINHADA DE CABREÚVA PARA ITU

7h - acordamos, lotamos os carros e fomos para a Estrada dos Romeiros em direção à Itu, fui de carro para descarregar, depois voltei pra caminhada, choveu bastante no caminho, tivemos que improvisar uma coleira pro cachorro que nos segue desde o bairro do Bananal, que carinhosamente o batizamos de Jaime (último sobrenome do Peu).

17h - nos acomodamos na Biblioteca Comunitária prof. Waldir de Souza Lima e vou conhecer as praças pra ver qual é a melhor pro sarau, acho que faremos na Matriarcal.



1h - encontro os dondemirantes no buteco perto de outra praça, ficamos lá até o bar fechar e procuramos outro bar até voltar pra casa e ficar no posto de gasolina em frente da biblioteca, melhor que a encomenda.

03.01.09
ACORDAR

7h - a biblioteca abre às 9h, precisamos tirar tudo do caminho, a Paula nos acorda às 7h, eu tenho certeza absoluta que é impossível abrir o olho, mas ao ouvir a voz da Suzi, reconsidero minha posição e levanto...

estou no computador e me sinto estranho, faz uma semana que começamos a caminhada, mas ela é intensa, parece que faz 2 meses!

hoje faremos um sarau às 20h na praça da matriz, amanhã caminharemos para Porto Feliz e iremos comemorar 1 ano de caminhada! começou dia 5 de janeiro de 2008! já caminhamos mais de mil kilômetros, devemos comemorar!

abraços saudosos
gunnar


Fotos de Michele

3 comentários:

gabi disse...

ai que hoje eu vou ter coragem de falar ao microfone?

sorte!

EXPEDICIÓN DONDE MIRAS disse...

gunnar, parece que deu problema com a resolução das fotos (estou postando aqui num cyber e está entrando ok, mas essas q vc postou estão meio trash). Não sei se o problema está no dvd ou sei lá o q.

Beijo, vê se volta logo!
michele.

EXPEDICIÓN DONDE MIRAS disse...

fui postar as fotos no tamanho médio e realmente saíram zoadas. (não sei explicar pq). No tamanho grande saem ok, e acho que ficam mais agradáveis de ver tbm.

Mi