28 de jan de 2008

É nóis no Parana

C

3 comentários:

Dora Nascimento disse...

Fala Moçada!!!
Como estão?

Um texto que escrevi enquanto estivemos juntos por aí...

"Donde Miras

Chegar, esparramar
Querer ficar
Pessoas num elo
Descobrindo a si,
Ao outro, o mundo...
Inimagináveis relações
Marcantes
Começadas gelatinamente
Sambando em cada
Passo
Passo-a-passo
No compaço
Nas pegadas traçadas
No sorriso maroto
Roubado, dado
Canto de olho
Canto de boca
Canto pra estar
Para alegrar
O coração
Que quer ficar
Com vocês...."

Agüntem firme,
falta pouco.
Beijocas carinhosas,
DORA.

Zé Ralf disse...

Minha gente... as razões de eu não ter ido nesas viagem são 1000... mas agora me deu vontade de largar tudo e correr aí só pra poder por o pé junto com vocês no meu estado natal, o Paraná... E CONHECER A ÚNICA REGIÃO DELE QUE EU AINDA NÃO CONHEÇO.

É louco, mas essa região aí, apesar de não ser tão distante da capital, é de longe a mais esquecida do Estado do Paraná. Alguns dizem também a mais pobre... Eu mesmo não sei, porque nunca passei aí para ver com os meus olhos.

Tenho uma enorme curiosidade: EM QUE PONTO VOCÊS VÃO TER SENTIDO "PERAÍ, O POVO AQUI É OUTRO, NÃO ESTAMOS MAIS ENTRE PAULISTAS..." , se é que já não sentiram antes (que estavam entre OUTRO tipo de paulsitas...) Espero que pelo menos alguns de vocês reparem, e depois me contem!

Anônimo disse...

Vou com esse menino Zé Ralf. Sinto o peso das amarras que impedem o desapego de me largar atrás de vcs. Abraços a todos.