16 de jan de 2010

Balão.

Vai balão. Voa alto.
Deixa pra trás o chão
Vagando por mil lugares
Sobre terras, sobre mares.
Vai, pois tu podes e eu não.

Vai. Destinado. Soberano.
Sob o céu, sobre o oceano.
Voa alto, deixa pra trás o chão.
Vai, pois tu podes e eu não.

Siga firme, oh! Rei das alturas.
E por onde passares, assimile as culturas
Pois quando voltares cheio de saber
Estarei pronto
Para contigo aprender.

Vai, mas volte, meu amigo
Pois quem vai, um dia vem.
Se voltares acredito
Que tu podes e eu também.

Serginho Poeta.
Poema do Livro
Donde Miras - Dois Poetas e um Caminho.





2 comentários:

Priscila Preta disse...

Oi Donde Miras, fiquei muito triste pela muita passada ter sido tão curta, mas foi muito importante para perceber ainda mais a importância da minha caminhada...Meus pensamentos de libertaram da impossibilidade.Gostaria muito de ter ficado, ou voltado...Mas enfim os momentos que vivi estão em mim. Um beijo a todos e bom encerramento/iniciamneto 2010. Priscila Preta

Shidon disse...

Salve, caminhantes "Donde Miras", abre-se à frente os horizontes novos dos que buscam a liberdade levando aos outros a partilha do pão que nos fortalece e nos faz crer que a palavra, seja ela falada ou cantada, é o poder. Em frente.
P.S.: recado pto Binho, está sendo lançado hoje em SP, "Só dez por cento é mentira", documentário do Pedro Cézar, 78min.,em cima do Manoel de Barros. Aguardo tua volta prá irmos em expedição ver o filme e aproveitar pra dizer que se vou esperar pra ver, então a entrada ficará por tua conta. Abraços a todos os 34 intrépidos passageiros desta trupe de cominhantes do mundo.